Animais

O que é Bugio?

Considerado o animal mais barulhento do Brasil e do mundo.

Bugio é um animal mamífero da família dos Cebídeos, também chamado de guariba, barbado ou macaco-uivador e é encontrado no Brasil, Argentina e México. A espécie encontrada na mata atlântica, da Bahia ao Rio Grande do Sul é chamada de Alouatta fusca. Na mata do Zoológico de São Paulo existem os Alouatta fusca clamitans que vivem livres pelas árvores do parque e podem ser vistos por todos os visitantes.

Publicidade

O animal tem hábito herbívoro, possui o corpo forte e uma cauda longa, apresenta pelagem nas cores preta, marrom e vermelha. As fêmeas são pálidas, mas existem algumas amarelo claro. O bugio pesam em torno dez quilos, sendo que a fêmea é menor e pesa aproximadamente de 4,5 kg. É considerado um animal pouco ativo, caminha devagar e parte de seu dia se dedica ao repouso.

O bugio vive em árvores de 10 a 20 mts de altura e se equilibra pela cauda, nunca descem das árvores pois encontram ali tudo o que precisam para sobreviver. Comem folhas, frutos, brotos, flores e caules. A gestação é de 185 a 195 dias e nasce 1 filhote. Os bugios vivem em torno de vinte anos e geralmente em bandos de 3 a 12 animasis de sexos e idades diferentes e o bando é comandado por um macho.

Publicidade

É o animal mais barulhento do mundo e seu grito pode durar vários minutos podendo ser ouvido por cinco quilômetros de distância, pela manhã já é possível ouvi-lo, ele interrompe o grito e recomeça minutos depois e isto pode durar horas. Isto ocorre por ele possuir um osso chamado de hioide que se encontra na base da língua e se assemelha a uma caixa de ressonância, porém o som é abafado por sua barba. Ele usa seu alto grito quando se sente ameaçado por algum predador ou quando alguma pessoa se aproxima dele. Um estudo realizado constatou que eles avisam quando está chegando uma frente fria. O bugio emite sons como uivo, latido e gemidos. Cada som significa algo diferente como por exemplo perigo, filhote perdido ou companheiro ferido.

Algumas espécies de bugio sofrem risco de extinção, em razão da caça, pois os homens usam sua carne e pele e por seu um animal lento fica mais fácil pegá-lo. Para que a espécie sobreviva é necessário uma educação ambiental e melhor fiscalização. Também existe uma crença que o osso hióde usado como recipiente pode curar doenças.

Publicidade

Deixe uma resposta