Curiosidades

O que é clonagem?

Modo de reprodução dos seres mais simples, a clonagem científica pode trazer grandes avanços para a biotecnologia.

Clonagem é o processo de reprodução que resulta em um indivíduo geneticamente idêntico ao que o gerou. Está presente na natureza, nos seres mais simples, como algumas bactérias e algas. São seres formados por um ou poucas células, e reproduzem-se assexuadamente: dividem-se em dois seres absolutamente iguais (neste processo, podem ocorrer erros na divisão, gerando indivíduos mutantes).

Publicidade

A clonagem natural também ocorre entre animais superiores. Em cada gestação, o tatu fêmea produz de quatro a 12 filhotes idênticos. Gêmeos univitelinos também são clones: possuem o mesmo patrimônio genético.

A biotecnologia usa a clonagem artificial para reproduzir fragmentos de DNA, células e organismos. Na clonagem reprodutiva, uma das técnicas é a transferência nuclear da célula somática. Todas as células somáticas possuem os 46 cromossomos que modelam o padrão genético. As células germinativas (espermatozoide e óvulo) possuem apenas 23. Quando unidas, na reprodução natural, geram um ser que terá características do padrão genético de seus pais.

Publicidade

Na transferência nuclear, colhe-se uma célula somática, cujo núcleo será introduzido num óvulo que teve seus cromossomos retirados. As duas células se fundem, formando um ovo com o padrão da célula somática. Este ovo é introduzido numa barriga de aluguel e, se tudo der certo, ao fim da gestação nascerá um ser idêntico ao doador da célula somática.

O animal mais famoso nascido através desta técnica foi a ovelha Dolly, criada no Instituto Roslin, na Escócia, por Keith Campbell. Inicialmente, os créditos foram dados ao cientista Ian Wilmut. A ovelha viveu sete anos e foi o primeiro mamífero nascido por clonagem.

A clonagem é utilizada ainda para melhorar o gado e os produtos agrícolas. A cenoura betasweet, por exemplo, é mais rica em betacaroteno que as cenouras comuns. A carência da substância está relacionada a diversos tipos de câncer. Uma indústria farmacêutica conseguiu introduzir um gene do Bacillus thuringiensis no milho, tornando-o mais resistentes às pragas da cultura.

A clonagem terapêutica usa os mesmos procedimentos iniciais da técnica reprodutiva, mas quando se forma o blastocisto (o segundo estágio do embrião), as células são isoladas para produzir tecidos e órgãos. São as chamadas células-tronco embrionárias, que têm a capacidade de se transformar em diferentes tipos de células. Elas podem, por exemplo, restaurar partes do coração atingidas por um infarto, corrigir lesões na coluna cervical. Os estudos são recentes, mas os primeiros resultados terapêuticos empolgam o mundo científico.

A clonagem envolve uma série de questões éticas, que cabe à sociedade equacionar na melhor forma possível, pois, como diz uma das leis de Murphy, “se algo pode ser feito, fatalmente será feito”.

Publicidade

Deixe uma resposta