Saúde e Bem Estar

O que é Conjuntivite?

Apesar de não ser uma doença grave a conjuntivite é incômoda e transmissível. Para ajudar você a ficar longe desse problema vamos dar algumas dicas importantes sobre prevenção e tratamento da doença.

Publicidade

Os sintomas da conjuntivite são:

Olhos coçando com secreção, sensação de ter areia entre o globo ocular e as pálpebras.

Publicidade

Apesar da última epidemia da doença ter acontecido em Natal de 2003, o melhor mesmo é ter cuidado para evitar sentir esses incômodos nos olhos. Antes de saber como prevenir saiba um pouco mais sobre a conjuntivite.

A conjuntivite é uma inflamação da membrana mucosa que recobre o olho e as pálpebras internamente. Existem três tipos de conjuntivite onde os sintomas e tratamentos variam de acordo com a causa da inflamação.

Conjuntivite Viral:

Sensação de ter areia nos olhos, não tem muita secreção, pode estar associada à gripe, porque é causada pelo mesmo vírus. Apesar de ser a mais comum essa é a forma da doença mais difícil de tratar, já que não existe nenhum medicamento que combate o vírus que fica em torno de sete dias vivo no ambiente. Por isso é importante evitar o contágio de um olho para o outro ou para outra pessoa.

É importante saber que a pessoa que está doente tem que lavar sempre as mãos com água e sabão e o mesmo para as pessoas de casa. Agindo assim você vai evitar a contaminação.

Conjuntivite Bacteriana:

Muita secreção, menos freqüente e mais perigosa, porque se não tratada da forma correta pode afetar os tecidos ao redor do globo ocular. Mesmo com todo esse risco, se combatida com antibiótico adequado a doença pode ser curada rapidamente.

Conjuntivite Alérgica:

Não é transmissível é mais comum na infância e na adolescência, podendo também afetar adultos. Os períodos mais frios do ano são os mais propícios a desenvolver essa alergia.

Independente do tipo da conjuntivite, o mais importante e você ficar atento. Ao perceber qualquer sinal de irritação nos olhos não pense duas vezes em procurar sei oftalmologista, só ele pode indicar o tratamento certo para o seu caso e lembre-se “nada de utilizar medicamentos sem prescrição médica”.

Publicidade

Deixe uma resposta