O que é diabo da Tasmânia

Por: Adriano Barreto

“O diabo da Tasmânia é um marsupial que vive na região da Tasmânia, um estado da Austrália e que teve esse nome derivado dos seus grandes gritos, citados como demoníacos pelos colonizadores”.

O diabo da Tasmânia é um marsupial que vive nas florestas da Tasmânia e se alimentam de aves, répteis e pequenos animais. Sua pelagem é escura, com algumas partes brancas. Possui dentes muito forte, capazes de morder e estraçalhar ossos com alguma facilidade. O animal se tornou conhecido mundialmente principalmente pela série de animação Looney Tunes da Warner Bros.

O que é diabo da Tasmânia

O diabo da Tasmânia é o maior de todos os marsupiais carnívoros e inicialmente eram encontrados por toda a Austrália, no entanto, hoje eles habitam apenas a região da Tasmânia.

O que é diabo da Tasmânia

Habitat

O diabo da Tasmânia é encontrado no norte, leste e região central da Tasmânia, um estado da Austrália. O seu habitat natural são os campos arborizados e principalmente florestas.

Aparência

O diabo da Tasmânia é um animal de cor preta, mas que possui uma marca branca na região do peito. Seu tamanho equivale a um cachorro de porte médio, não são animais grandes como a maioria das pessoas imagina. Quando correndo, chegam a uma velocidade máxima de 13 quilômetros por hora.

Comportamento

Sua vida é predominantemente noturna, pois é neste período que eles saem para caçar e se alimentar, enquanto que durante o dia, permanecem em suas tocas. A sua alimentação baseia-se grande parte nos animais mortos que se encontram pelas florestas, o que tem uma grande importância para a natureza, uma vez que eles limpam as carcaças mortas ajudando a manter a floresta limpa. No entanto, eles também são caçadores e aves, répteis e pequenos mamíferos são algumas de suas presas.

Como são marsupiais, uma característica do diabo é a capacidade de reter gordura em sua calda, o que os possibilitam sobreviver quando há pouca comida. Seus dentes são muito fortes, capazes de quebrar ossos e sua boca abre de forma muito ampla. Quando vários diabos se reúnem em volta das caças de animais mortos, eles rosnam e gritam muito alto, mas raramente ferem um ao outro. Este comportamento brusco e seu grito arrepiante fez com que os primeiros colonizadores dissessem que estes animais eram como demônios a noite, dando origem ao nome.

Expectativa de vida

Após o acasalamento, a fêmea dá a luz, cerca de 21 dias depois a 2-4 filhotes. Depois que nascem, os filhotes vão para a bolsa da mãe, característica dos marsupiais. Dentro dessa bolsa, há 4 tetas de leite, que irão alimentar os pequenos diabinhos. Os filhotes ficam lá por cerca de 16 semanas e quando eles são grandes demais para ficarem na bolsa, a fêmea os leva a um ninho, onde ficarão por mais 16 semanas. Com a idade de 40 semanas, os diabos são adultos e saem por conta própria.

Ameaças

Esta espécie é classificada como vulnerável (perto de ser ameaçada de extinção) e são completamente protegidas pelas leis locais. Uma epidemia chamada “Tumor facial do diabo-da-tasmânia” tem atacado um grande número de animais. Essa epidemia surgiu em 1990, no nordeste da Tasmânia, mas já se espalhou por todo estado. O problema é que os diabos, quando partilham carcaça de animais mortos, acabam transmitindo essa doença aos outros animais da espécie.

Para tratar isso, cientistas e veterinários estão constantemente descobrindo uma cura para a doença e como ela pode ser interrompida. Enquanto isso não ocorre, os casais saudáveis da espécie são levados a cativeiros, para que lá possam se reproduzir. Quando são livres da doença, eles são soltos novamente na natureza.

Deixe uma resposta