Saúde e Bem Estar

O que é dieta paleolítica?

É um tipo de alimentação baseado no consumo de carnes, peixes, frutos do mar, vegetais, frutas e oleaginosas cruas. Toda a alimentação deve ser fresca e o mínimo industrializada.

Publicidade

É chamada de paleolítica pois é baseada na ideia de que devemos comer o que o homem da caverna comia, isto é, alimentos que a natureza nos fornece. Naquela época eles não tinham supermercado e nem cozinha e se alimentavam da caça e da pesca e a alimentação era bem mais equilibrada, pois nada era industrializado.

Nesta dieta há gorduras saudáveis, proteínas e carboidratos originados nas raízes e frutas. Alimentos como vinho, sobremesa ou pizza são consumidos com moderação.

Publicidade

São ideais para atletas e praticantes de atividades físicas pois perdem peso em excesso e precisam repor com a alimentação saudável.

Alguns alimentos indicados são frutas, verduras frescas, carnes magras, peixes, frango caipira, nozes, frutas secas, aipim, batata doce, batata inglesa, cenoura, beterraba, entre outras.

Esta dieta traz muitos benefícios para a saúde pois é rica em fibras, proteínas, ómega 3, vitaminas, minerais e antioxidantes.

Alguns alimentos devem ser evitados como leite e derivados pois provocam carga ácida ao sangue e impedem a absorção de nutrientes como cálcio e magnésio. Trigo e aveia em razão do glúten tem ação inflamatória, feijão, soja, lentilha e ervilha tiram alguns nutrientes do organismo. Além disso é preciso evitar açúcar, refrigerante, hambúrguer e pizza.

Este tipo de dieta emagrece pois é a quantidade dos alimentos é controlada e há mais qualidade na alimentação e como é baseada em dieta anti-inflamatória e com um teor baixo de carboidrato, estimula o emagrecimento.

Estudos realizados em relação a dieta paleolítica constataram que os ossos dos homens da era paleolítica eram densos e com alta concentração de minerais e provavelmente praticavam exercícios. Como eles eram caçadores tinham uma vida muito ativa e tinham e uma alimentação com qualidade.

Os atletas devem ter orientação de uma nutricionista pois a dieta deve ser um pouco diferente.

Pacientes diabéticos, com doenças renais, crianças, gestantes não devem aderir a está dieta.

Também deve-se ter cuidado para não ingerir as proteínas em excesso pois podem diminuir o cálcio dos ossos e sobrecarregar os rins, além de outros prejuízos ao organismo. O consumo indicado é no máximo de 30% das nossas calorias diárias sejam correspondentes a proteína. Um bom exemplo é quando a pessoa pesa 60 quilos, então deve ingerir 120 gramas de proteína. O ideal é sempre consultar uma nutricionista em casos de dúvida.

Publicidade

Deixe uma resposta