Saúde e Bem Estar

O que é Equoterapia?

Pessoas com problemas mentais e com dificuldade de locomoção são as mais beneficiadas com a terapia.

Equoterapia é uma método terapêutico e educacional onde é usado o cavalo como instrumento de trabalho e tem com o objetivo promover o desenvolvimento de pessoas portadoras de deficiência ou com necessidades especiais. É utilizado o cavalo pois com ele é possível movimentar todo o corpo, os músculos e as articulações.

Publicidade

O uso do cavalo para terapia começou em 400 A.C. Foi usado pela primeira vez por Hipócrates que utilizou para melhorar a saúde de seus pacientes. Em 1901 uma dama inglesa teve a ideia de levar os cavalos para o hospital, onde estavam vários feridos em razão da guerra. O objetivo da dama era alegrar os pacientes. Em 1917 o Hospital Universitário de Oxford fundou então o primeiro grupo de equoterapia. Depois da Primeira Guerra Mundial o cavalo foi utilizado para terapia médica. Os primeiros países a utilizar a equoterapia com este fim foram os países escandinavos, Alemanha, França e Inglaterra.

No Brasil a equoterapia iniciou nos anos 80, através da inauguração da Associação Nacional de Equoterapia na Granja do Torto em Brasília. Depois em 1991 no Rio de Janeiro formou-se a equipe da Escola de Equitação do Exército. Somente em 1997 a a técnica foi reconhecida como método terapêutico pelo Conselho Federal de Medicina.

Publicidade

Além de tratar doenças mentais como demência e síndrome de Down a equoterapia também é usada para tratar outras doenças como insônia, ansiedade, stress, problemas de postura, cifose, lordose, escoliose, amputações, poliomielite, doença de parkinson acidente vascular cerebral, lesões medulares, cardiopatias, doenças respiratórios entre outras. Porém ela é contra indicada para algumas patologias como doenças graves da coluna cervical como hérnia de disco, escoliose em evolução, hidrocefalia com válvula, e para quem é hemofílico e leucêmico.

O cavalo é utilizado neste casos pelo movimento rítmico, que se desloca em vários e isto provoca sensações sensoriais e estimula as áreas do vestibular, olfativa, visual e auditiva.

O paciente precisa acompanhar os movimentos do cavalo e com isso manter o equilíbrio e a coordenação realizando movimentos no tronco, braços, ombros, cabeça e em todo o corpo. Também estimula os músculos, circulação sanguínea, autoconfiança, auto-estima, fala, cor, memória e percepção visual. Diminui a agressividade e torna a pessoa mais sociável para interagir com a família e a sociedade.

Outro benefício da Equoterapia é que o paciente precisa ter muita atenção e concentração durante a secção que dura em torno de trinta minutos. Neste período ele também adquire novos conhecimentos e isto pode auxilar no aprendizado da leitura, escrita e matemática.

Publicidade

Deixe uma resposta