Educação

O que é esperanto

“Esperanto é uma língua que nasceu com o objetivo de ser internacional, onde todos soubessem falar, acabando com os problemas de comunicação entre os países”.

Esperanto é uma língua proposta em 1887 pelo oftalmologista LL Zamenhof. Seu objetivo foi criar uma língua que fosse universal, que pudesse ser falada em todos os países, de conhecimento de toda a população mundial. Ele desenvolveu uma linguagem fácil de ser aprendida. Zamenhof considerava sua língua neutra, um idioma que pertenceria a todos, não apenas por uma questão prática, mas como uma forma de acabar com os diversos conflitos oriundos das diferentes linguagens.

Publicidade

Podemos dizer que o esperanto teve um grande avanço inicial, tornando-se uma língua viva, que atravessou geração e que milhares de pessoas ao redor do mundo já a dominam. Existem diversos grupos no mundo inteiro que se reúne para discutir sobre este idioma.

Uma comunicação democrática

Ter o domínio de apenas algumas línguas faz com que o poder se detenha sobre o estado que as dominam. Quando membros de organizações se reúnem, aqueles que desconhecem a linguagem utilizada são excluídos de qualquer comunicação internacional. Isso faz com que não se tenham intercâmbios culturais, que as informações prevaleçam em torno das elites econômicas, que a política e as decisões se baseiem nos países que detém o idioma falado. Se pudéssemos aprender de forma fácil um idioma neutro, que todos soubessem, isso traria igualdade e equilíbrio. É isso que o esperanto procura.

Publicidade

Por que ser monolíngue?

Parece que para alguns países, principalmente os mais poderosos, é conveniente que a população e a massa trabalhadora permaneça sabendo falar apenas uma língua ou pelo menos tendo um acesso bem limitado à línguas estrangeiras, afinal, eles não teriam acesso direto aos parecer e informações provenientes do exterior a nível mundial e que não tenham passado pelos filtros de meios de comunicação nacional, que muitas vezes são dominados pelos seus governos.

Igualdade através do esperanto

O esperanto foi criado com o preceito de ser igualitário, permitindo que amplas camadas da sociedade, seja em qualquer país, pudesse se comunicar diretamente, sem existir as barreiras linguísticas hoje existentes. Muitos consideram o inglês como língua mundial, mas isso porque convém aos países mais poderosos. Por enquanto o poder está nas mãos daqueles que são contrários a introdução do esperanto de maneira global, mas existe muito avanço na esperança de termos sim um idioma que priorize a população em geral e não as camadas mais poderosas e ricas.

Publicidade

Deixe uma resposta