O que é fogo fátuo?

Por: hiper

O fogo fátuo é uma luz azul que aparece geralmente em cemitérios e pântanos. Os restos orgânicos dos seres vivos se decompondo, liberam metano, um gás altamente inflamável, que quando entra em contato com o oxigênio, sofre combustão expontânea, produzindo uma chama azul, não demorando mais que alguns segundos. Isso explica o porque desse evento ocorrer em locais determinados, como cemitérios e pântanos.

O que é fogo fátuo?

Sempre se atribuiu aos espíritos e almas penadas, a ocorrência de luminescências que aparecem em pântanos, brejos e lagoas. Acontece que a luz que despontava,
se originava da combustão de metano, liberado em decorrência da degradação de seres vivos. No Brasil, é chamado de fogo de tolo, fogo corredor e João galafoice.

No folclore brasileiro, o boitatá é a expressão misteriosa desse fenômeno natural. Acreditava-se que uma cobra enorme de fogo vagava pelos brejos, onde amedrontava e comia os pescadores que ameaçavam a vida dos peixes e de sua lagoa. O jesuíta português José de Anchieta chegou a dizer: “Junto do mar e dos rios, não se vê outra coisa senão o boitatá, o facho cintilante de fogo que rapidamente acomete os índios e mata-os”. Outra lenda frequente é que o fogo fátuo sejam espíritos demoníacos que afastavam viajantes. As pessoas sempre diziam que esse espíritos iam atrás delas, mas o que ocorria é que o deslocamento de ar provocado por um movimento brusco causava o movimento do fogo na direção da pessoa.

Entre alguns povos da África é comum enterrar seus mortos a poucos centímetros do chão, afim de verem o fogo fátuo, visto como o espírito saindo do corpo.

Deixe uma resposta