Curiosidades

O que é hiperatividade?

Hiperatividade é o comportamento da criança que apresenta inquietação física e a impulsividade. Atualmente também chamada de Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade. Isto porque 3% a 5% das crianças possuem alterações na atenção. Também pode atingir adultos e adolescentes e geralmente a agitação acontece com os meninos já a desatenção ocorre mais com as meninas.

Publicidade

Segundo pesquisas realizadas acontece na maioria dos casos com meninos na idade escolar, dos seis aos 17 anos e pode trazer prejuízos nesta fase da criança. Também foi constatado que os professores são os primeiros a perceber que a criança apresenta algum problema em sala de aula e avisa aos pais para dar mais atenção ao filho.

Para se confirmar a hiperatividade deve-se notar que os sintomas são constantes e ocorrem em diversos ambientes e com uma duração mínima de seis meses. E então será necessário encaminhar esta criança a um psiquiatra o quanto antes para que não cause muitos prejuízos.

Publicidade

As crianças hiperativas não conseguem ficar quietas e tem muita energia e muitas vezes acabam se machucando e a quebrando coisas.

O tratamento é realizado através de medicamentos para controlar a atenção. O hiperativo não consegue manter o foco e isto atrapalha o aprendizado.

Na maioria dos casos é provocado por motivos genéticos. Quem possui pais com transtornos tem mais chances de ter o problema. Estudos feitos através de tomografias constataram que existe uma diminuição do fluxo sanguíneo no cérebro e então ele trabalha em marcha lenta. Também quedas da dopamina podem prejudicar a atenção e a impulsividade. Outras fatores como desestruturação familiar estão sendo pesquisados mas tem grandes chances de serem causadores da hiperatividade.

Também pode ser causado por uma perda da visão ou audição, estresse emocional, convulsões, distúrbios do sono ou abuso de álcool ou drogas na gravidez.

Para o tratamento é utilizado o metilfenidato que é um medicamento acalma o sistema nervoso e aumenta a capacidade de atenção. Também é receitada a tioridazina que é um tranquilizante usado quando há muita agressividade.

Também é bom controlar a alimentação eliminando o açúcar refinado e os corantes.

Os salicilatos também provocam hiperatividade e podem ser encontrados em amêndoa, maçã, damasco, banana, cereja, uva, limão, pepino, ervilha, entre outros, estes são mais difíceis de controlar. Cafeína e chocolate também devem ser evitados. Existem tratamentos alternativos como chá de camomila, alecrim e também homeopatia, porém ao perceber que seu filho apresenta comportamento hiperativo procure ajuda médica.

Publicidade

Deixe uma resposta