O que é homeopatia?

Por: Amaury de Almeida Costa

Desde 1978, a Organização Mundial da Saúde recomenda o uso da homeopatia em conjunto com a medicina tradicional.

A homeopatia é uma filosofia holística, que se baseia no princípio de que “semelhante pelo semelhante é curado”. O holismo é a ideia de que todo ser deve ser visto em seu conjunto. O princípio surgiu com Aristóteles (filósofo grego do século IV a.C.), que afirmou: “o todo é maior que a simples soma das suas partes”.

O que é homeopatia?

O termo homeopatia foi criado pelo médico alemão Christian Friedrich Samuel Hahnemann no final do século XVIII, antes, portanto, das modernas descobertas da química e física, como o átomo e a célula.

Nesta terapêutica, a cura se dá pela diluição e dinamização das substâncias que provocam os sintomas. As doenças seriam perturbações da energia vital e seu reequilíbrio reconduz à saúde integral.

O tratamento consiste em ministrar doses bastante diluídas de compostos que causam o problema. As principais técnicas de manipulação dos medicamentos são:

• dinamização: é a ação mecânica sobre as partículas da substância somadas a um veículo inerte, na proporção 1:100 (uma parte do ingrediente ativo para cem partes do excipiente);

• sucussão: manual ou mecânica, consiste em bater o medicamento cem vezes contra um anteparo, em movimento constante.
Os homeopatas sustentam que estas técnicas liberam energia, num processo de cura natural, em que o organismo doente reage à substância e gradualmente retoma o equilíbrio.

A homeopatia utiliza a experimentação em pessoas sadias: se uma determinada substância provoca sintomas num indivíduo saudável, a mesma substância, dinamizada em doses mínimas, alivia os sintomas num doente. Existem várias escolas homeopáticas: o unicismo prescreve uma única medicação, para avaliar a resposta do organismo; o pluralismo prescreve duas medicações, ministradas em horas alternadas do dia; no complexismo, o paciente pode tomar vários medicamentos ao mesmo tempo, com indicações específicas. A maior parte dos produtos homeopáticos fabricados em larga escala adota o complexismo. Os princípios ativos dos medicamentos são sempre vegetais ou minerais.

A implantação da homeopatia vem sendo estimulada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) desde 1978. No Brasil, é considerada especialidade médica desde 1980 e foi incluída no SUS (Sistema Único de Saúde) em 2006. Inglaterra, França e Alemanha também adotam a terapêutica, mas em vários países ela não é reconhecida, em função de vários estudos apontarem que a homeopatia tem a mesma eficácia de um placebo; outros estudiosos, no entanto, afirmam que ela apresenta resultados e sugerem novas pesquisas. O uso da homeopatia não é recomendado em caso de doenças graves.

Deixe uma resposta