Curiosidades

O que é logosofia?

Doutrina filosófica de caráter religioso, a logosofia pretende elevar o ser através do conhecimento.

A logosofia – do grego logos (palavra, razão) e Sophia (saber), significando algo como sabedoria da razão – pretende levar o homem ao conhecimento de si mesmo, de Deus e do universo. Desenvolvida pelo educador argentino Carlos Bernardo González Pecotche, tem sua origem com a criação da Fundação Logosófica, em Córdoba, em 1930. González introduziu a logosofia no Uruguai, em 1932, e no Brasil, em 1935.

Publicidade

Na logosofia, o autoconhecimento ocorre por meio de um processo de evolução consciente, uma espécie de diálogo consigo mesmo, em que o ser questiona seus pensamentos, sentimentos, palavras e ações, aceita suas limitações, defeitos e vícios e, a partir daí, começa um trabalho de burilamento que vai culminar no conhecimento integral do universo e de Deus, que é entendido como o criador supremo da ciência universal, de onde emana toda sabedoria. A ciência humana, para a filosofia, é apenas um pálido reflexo da ciência divina.

Além desta evolução, são objetivos da logosofia a integração do espírito e o conhecimento das leis universais, tanto do mundo tangível quanto do metafísico (também chamado mental ou espiritual). Com o conhecimento, estabelece-se uma nova ordem social e política mais justa. Em outras palavras, o conhecimento é um fim em si mesmo, por ser fonte de prazer, e um instrumento para renovação das relações entre os indivíduos.

Publicidade

A logosofia está ligada à pedagogia e à filosofia. A educação auxilia no processo de autoconhecimento, unindo professores e alunos na aventura de aprender e ser, enquanto a filosofia serve para integrar este aprendizado com as ciências comuns.

Através de cursos, reuniões informativas, palestras, painéis, grupos de discussão e leituras, os conceitos da logosofia são apresentados em sua forma teórica. Os expositores estimulam a participação ativa dos alunos nesses encontros. A segunda etapa consiste em absorver os temas desenvolvidos nas discussões, buscando sua inserção na vida cotidiana.

Este é um processo individual e interno, que independe de influências externas. Por exemplo, ao internalizar a paz, o aprendiz da logosofia se coloca gradualmente em harmonia, mesmo que seja chamado a viver e interferir num ambiente caótico ou hostil.

Esta nova postura certamente não é fácil, nem se constrói de um dia para outro. O aprendiz pode contar com a ajuda de seus colegas e instrutores, para conseguir praticar o conhecimento no seu dia a dia. Eventuais tentativas e erros devem servir para consolidar o aprendizado.

O dia 11 de Agosto é o Dia Internacional da Logosofia.

Publicidade

Deixe uma resposta