Saúde e Bem Estar

O que é melatonina?

Suplemento que promete uma boa noite de sono e alguns anos de vida a mais, deve ser ingerido com cautela.

Melatonina é um hormônio que regula o sono e é produzido pelo organismo no momento em que começa escurecer. Isto é possível devido a glândula pineal que é localizada no centro do cérebro e que regula o ciclo do sono chamado de ciclo circadiano.

Publicidade

Quando envelhecemos a produção de melatonina diminui no corpo e isso pode provocar a insônia ou sono muito leve. Por este motivo as pessoas idosas não dormem bem.

A melatonina começou a ser mais popular em 1995 quando foram divulgados livros onde diziam que ela evitaria o envelhecimento. Então 3 milhões de americanos começaram a consumir toda noite além de 40.000 brasileiros. Porém matérias alertam que é necessário procurar um médico pois a automedicação é muito perigosa.

Publicidade

A melatonina serve para regular o sono e é vendida na forma de suplemento alimentar. Ela também auxilia nos “jet-lag”, que significa a mudança de fuso horário em viagens intercontinentais. Além de ingerir este complemento é necessário outras atitudes para ter uma noite de sona com qualidade, como deitar na cama apenas para dormir, evitar luzes acesas, não usar o computador ou assistir televisão antes de dormir.

A melatonina pode provocar alguns efeitos como dor de cabeça, náuseas e mal-estar, mas ocorrem quando a pessoa ingere em excesso.

A dose recomendada é de 1 a 2 mg por dia, mas em alguns casos é necessário ingerir doses maiores como 5 ou 10 mg de melatonina. A dosagem depende muito da gravidade da insônia.

Quem tem dificuldade apenas de pegar no sono, mas consegue dormir, pode tomar meia hora antes de deitar. Se a pessoa tem sono leve e acordar de madrugada precisa tomar melatonina de ação prolongada.

No início do tratamento a pessoa se sente um pouco desorientado ou confuso logo ao acordar. Porém este sintoma desaparece após algumas noites do uso do hormônio. Se continuar com esta sensação procure o médico para diminuir a dose.

A vantagem deste suplemente é que ele é mais natural e não traz tantos prejuízos e efeitos colaterais como os calmantes. Porém os médicos alertam que ele não deve ser tomado a longo prazo. Se tomado em excesso também pode comprometer o ciclo reprodutivo da mulher.

O que atraiu as pessoas é a promessa de longevidade depois de uma experiência com ratos onde foi colocada gotas de melatonina na água e os bichos viveram 25% a mais. Outra pesquisa realizada também constatou que o tumor maligno cresce mais devagar.

Publicidade

Deixe uma resposta