Saúde e Bem Estar

O que é Mioma?

Mioma é um tumor benigno mas que merece atenção.

Mioma é um tumor benigno, ou seja, não é cancerígeno e se desenvolve na parede do útero. Tanto é que é comum muitas mulheres possuírem miomas sem nem perceber que os possuem. Apesar de não trazerem grandes riscos à vida das mulheres, os miomas precisam ser tratados, pois eles interferem em muito na qualidade vida. Os miomas podem estar presentes em quantidade variada, podendo ser apenas um ou mesmo vários deles e podem se apresentar de diferentes tamanhos. Eles são assintomáticos e é por isso que a maioria das mulheres não percebem que os tem. Em geral, são diagnosticados no exame de rotina com o ginecologista. Os miomas também são conhecidos como fibromas.

Publicidade

Causas do mioma

Não se sabe as causas que levam uma mulher a desenvolver miomas. Apenas o que se tem registro é que a incidência em mulheres negras é muito maior do que em mulheres brancas. Além disso, aquelas mulheres que possuem histórico familiar também estão mais propensas a desenvolverem miomas. Outro fator que pode levar a desenvolver miomas é estar acima do peso.

Sintomas

Como foi dito, a maioria dos miomas são assintomáticos, mas algumas mulheres podem sentir alguns sintomas como sangramento muito intenso durante o período menstrual, um período menstrual mais longo (muitas vezes sendo superior a 7 dias), manchas na região das genitais, maior intensidade de cólicas menstruais, dor durante a relação sexual e uma maior dificuldade para engravidar, embora isso não seja regra.

Publicidade

Além disso, se os miomas forem grandes, pode ocorrer uma pressão no útero e na bexiga, fazendo com que as mulheres sintam uma necessidade de urinar com frequência. Outro problema comum quando os miomas estão em tamanhos elevados é o risco de sangramento intenso, o que pode levar a uma deficiência de ferro no organismo ou até mesmo a desenvolver uma anemia. Dores pélvicas também são comuns nesses casos.

Como identificar

A primeira forma de identificar um mioma é levantando um histórico do paciente, verificando o que ele sente, que tipo de dor existe e se há algum sintoma, o que nem sempre ocorre nos casos dos miomas. Depois é realizado o exame de toque, que é quando eles são mais identificados e ocorrem geralmente nos exames de rotina. Quando os miomas não são identificados após estas técnicas mais básicas se pode recorrer ao ultrassom ou ainda a ressonância magnética.

Tratamento

O tratamento pode ser realizado através de medicamentos com o objetivo de controlar o sangramento ou impedir que o mioma cresça; através de cirurgia quando o mioma está em tamanho elevado; ou ainda através de embolização, na qual é implantado um cateter na artéria uterina.

Publicidade

Deixe uma resposta