Esportes

O que é o Iron Man?

É uma prova para quem quer se superar. Em geral, o Iron Man compreende quatro quilômetros de natação e 180 quilômetros de pedaladas, seguidos por uma maratona (corrida de pouco mais de 42 quilômetros). O triathlon surgiu em 1974, em San Diego (EUA), sempre com as três modalidades esportivas.

Publicidade

Até então, a maratona era o símbolo de superação atlética. A prova, criada ainda nos jogos antigos de Olímpia (realizados até o século IV d.C.), era considerada o auge do atletismo. Até hoje, a maratona é a prova que encerra os Jogos Olímpicos. Com a inclusão do ciclismo e da natação, porém, o Iron Man revelou novos níveis de superação física.

Os formatos mais comuns das provas de triathlon são o Sprint (750 metros de natação, 20 quilômetros de ciclismo e 20 cinco quilômetros de corrida), o olímpico (incluído nos Jogos de Sydney, Austrália, em 2000, com 1.500 metros de braçadas, 40 quilômetros de pedaladas e dez quilômetros de corrida). Como se pode ver, o Iron Man é o que exige mais dos atletas.

Publicidade

São organizadas provas de meio Iron Man e também de Ultraman (estas últimas são disputadas em três dias consecutivos; são dez quilômetros de natação e 145 quilômetros de ciclismo no primeiro dia, 276 quilômetros de pedaladas no segundo e, para finalizar, uma corrida de pouco mais de 84 quilômetros, o equivalente a duas maratonas).

Um pouco de história

O Iron Man foi criado no Havaí (EUA), para pôr fim a uma discussão entre o comandante da Marinha John Collins e sua mulher. Eles queriam descobrir quem tinha mais resistência: corredores, ciclistas ou nadadores. Na década de 1970, o Havaí já sediava três eventos de resistência: a Maratona de Honolulu, o Around Oahu Bike Ride (Corrida de Bicicleta em Oahu) e Waikiki Rough Water Swim (prova de natação no mar).

O casal criou a prova e, em fevereiro de 1978 foi organizada a primeira prova de Iron Man, em que concorreram 14 atletas, além de Collins (três deles não conseguiram completar o percurso). A disputa teve como palco a praia de Waikiki, bairro de Honolulu, capital do Estado. No início das provas, o idealizador gritou: “Quem terminar em primeiro lugar será considerado um homem de ferro” (Iron Man). O nome se popularizou.

Três anos depois, as provas foram transferidas para Kona, tornando o ciclismo ainda mais difícil: os competidores participação da etapa das pedaladas em campos de lava (o arquipélago apresenta intensa atividade vulcânica). Estes terrenos bastante irregulares são continuamente rachados por ventos muito fortes. Hoje, o evento em Kona é oficialmente o Campeonato Mundial de Iron Man.

Os recordes mundiais pertencem ao belga Luc van Lierde, com o tempo de oito horas, quatro minutos e oito segundos, conquistado em 1996, e a Chrissie Wellington, da Grã-Bretanha, com oito horas, 54 minutos e dois segundos, conquistado em 2009.

A preparação e as provas

Provas de Iron Man são indicadas para atletas em boa forma física, sem problemas de saúde, especialmente deficiências respiratórias e cardiovasculares (a avaliação médica é fundamental antes do início dos treinos, que são bastante pesados). O treinamento inclui exercícios aeróbicos e malhação, para aumentar a força e a resistência.

A velocidade não é uma meta para o treino, que ocupa boa parte de atletas profissionais e amadores e deve privilegiar as etapas em que os competidores se consideram menos preparados: um corredor de maratona deve focar o trabalho na natação e no ciclismo.

A primeira etapa do Iron Man é a natação no mar, com duração de até 2h20min. Ao contrário do que se pode pensar, os atletas preferem que a temperatura da água esteja baixa; a água fria, a partir de determinada medição, permite o uso de wetsuits, trajes que oferecem flutuação para os nadadores.

Depois das braçadas, os competidores seguem para a T1, área de transição para o ciclismo (10h30min). Antes de começar a pedalar, é preciso vestir trajes especiais e equipamentos de segurança; sem isto, a direção do Iron Man pode desclassificá-los.

Outro fator de desclassificação é a prática de drafting: seguir logo atrás de outro competidor, mas reduzir a resistência do vento. Os ciclistas precisam ainda carregar as bicicletas até o ponto oficial de partida. Em alguns pontos do trajeto, são disponibilizados isotônicos, barras de cereais e água.

A T2 é a transição para a corrida é considerada a mais tranquila pelos especialistas, apesar de cãibras serem comuns no início da maratona. Tanto a corrida, quanto o ciclismo são disputados em estradas asfaltadas.

Iron Man hoje

Atualmente, além da etapa final, sempre realizada no Havaí, há um circuito mundial com 26 provas de Iron Man, realizadas no mundo todo. Há parciais disputadas nos EUA, Canadá, China, Áustria, Brasil, Alemanha, Austrália, Nova Zelândia, África do Sul, Malásia, França e Japão.

Todas as provas são realizadas por empresas que negociam a marca Iron Man, de propriedade da World Triathlon Corporation. O campeonato é encerrado em Kona, limitado a 1.700 participantes, selecionados nas parciais ou através de sorteios.

O tempo de prova é de até 17 horas, mas os atletas de alto rendimento costumam realizar o Iron Man em pouco mais de oito horas. O prazo dilatado se destina a motivar os amadores, que estão iniciando a prática. Esgotado o prazo, os participantes que não tiverem cruzado a linha de chegada, não são considerados Iron Men. No Brasil, a maior parte dos competidores vem de São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e Bahia. O campeonato nacional é realizado em Florianópolis (SC), na praia de Jurerê.

O primeiro campeonato brasileiro foi realizado em Porto Seguro (BA), em 1982. Atualmente, a organização do evento estima em 2.500 participantes para o torneio de 2015.

Publicidade

Deixe uma resposta