Esportes

O que é overtraining?

Saiba porque o Overtraining pode prejudicar a sua saúde.

Não é de hoje que as pessoas buscam o corpo perfeito, seja através de malhação ou de procedimentos cirúrgicos, o ser humano parece incansável em sua busca e a cada nova técnica ou atividade física descoberta, novos adeptos vão surgindo na tentativa de realizarem suas metas. Todo mundo sabe que ter uma alimentação saudável, beber mais água, dormir 8 horas por noite, fazer atividade física pelo menos duas vezes por semana é fundamental para manter o equilíbrio e a saúde do seu corpo, mas ás vezes parece que isso não é o suficiente, principalmente quando nossas metas fogem um pouquinho da realidade, e é aí que mora o perigo.

Publicidade

Na tentativa de eliminar gordurinhas extras ou simplesmente de obter o corpo dos sonhos corremos o risco de nos exceder nos exercícios e o resultado disso pode ser o Overtraining. Overtraining nada mais é do que o resultado de se fazer mais exercícios do que o seu corpo é capaz de se recuperar e quando chegamos a este limite acabamos tendo exatamente o oposto do nosso objetivo como resultado, pois o overtraining impede o crescimento muscular e, além disso, pode ocasionar a perda de músculos. Uma dieta desequilibrada e excesso de cansaço causado por noites mal dormidas também podem agravar este quadro.

Muitas vezes o excesso de exercícios ocorre por desconhecimento de quem os pratica ou também por praticar exercícios de forma incorreta, principalmente no que diz respeito ao carregamento ou levantamento de pesos e também por não haver uma periodicidade na prática dos treinos. Mas existem técnicas que podem evitar o overtraining, desde que sejam seguidas corretamente, e desta forma é possível obter o ganho muscular desejado sem prejuízos à saúde, procure a orientação correta de um especialista, pois o overtraining pode causar diversos sintomas desagradáveis como: irritabilidade, cansaço excessivo, perda de apetite, de força, dores, excesso de sede, tremor nas mãos, insônia, dores de cabeça, ansiedade e até depressão.

Publicidade

Caso você já se encontre com os sintomas citados acima será preciso parar os seus treinos pelo menos por duas semanas para que o seu corpo possa se recuperar e neste período de pausa você precisará consumir alimentos de alto valor nutritivo como: grãos, espinafre, maçã, peixe, soja, tomate, alimentos ricos em vitamina C, entre outros. Quando seu corpo atingir seu estado normal, você poderá voltar a treinar gradativamente, mas agora sem cometer excessos, pois se você não der aos seus músculos a chance de eles se recuperarem, eles pararão de crescer. E para que cresçam novamente, eles precisam estar 100% recuperados. Pode parecer estranho, mas o sono tem grande influência nesta relação, você também precisa dormir adequadamente para que seus músculos cresçam.

Além de impedir o crescimento muscular o treinamento excessivo, que impede a recuperação muscular por completo, também prejudica os músculos que você já adquiriu, podendo até diminuí-los, por isso tenha não deixe de ter esse tempo de recuperação, ao malhar determinados músculos dê a eles o descanso de pelo menos um dia antes de voltar a malhar o mesmo grupo muscular, procure intercalá-los em seus treinamentos. Seu corpo agradecerá!

Publicidade

Deixe uma resposta