O que é Pantanal?

Por: Carolina Cenciarelli

Maior planície alagável do mundo e que cobre uma área de quase 210 mil quilômetros quadrados, dos quais 70% estão localizados no Brasil, 20% na Bolívia e 10% no Paraguai.

O Pantanal é um bioma localizado na parte alta do rio Paraguai e cobre o sul do Mato Grosso, o noroeste do Mato Grosso do Sul, o norte do Paraguai e o leste da Bolívia. O Pantanal é considerado “Patrimônio Natural Mundial e Reserva da Biosfera.” pela UNESCO e uma das maiores extensões alagáveis do planeta.

O que é Pantanal?

Durante o período de chuvas, a água é “retida” na planície através do transbordamento natural dos rios, que forma canais e lagunas ou abastece lagoas permanentes e baias. Assim, na cheia, rios, lagoas e riachos ficam interligados, permitindo o deslocamento de espécies.

Na época de seca, quando a quantidade de água que chega é menor , o escoamento em direção ao rio Paraguai é mais lento e as lagoas que se formam são poucas e isoladas. Quando a região seca, aves e outros animais vão em busca de alimentos.

Devido a sua localização, a vegetação engloba diferentes ecossistemas. A paisagem no Pantanal é composta por campos, baías, salinas, cordilheiras, capões, corixos ou vazantes e, por isso, possui uma variação muito grande de vegetais.

As superfícies pantaneiras mais elevadas possuem uma vegetação de Cerrado. Já nas áreas mais úmidas, apresentam florestas tropicais do tipo arbóreas. As principais árvores do Pantanal são: aroeira, ipê, figueira, palmeira e angico.

Além disso, o Pantanal é uma das áreas mais importantes para as aves aquáticas e espécies migratórias, que usam a região para abrigo, alimentação e reprodução. Com isso, abriga uma imensa biodiversidade, são cerca de 670 espécies de aves, 242 de peixes, 110 de mamíferos, 50 de répteis. Incluindo ainda aproximadamente 1500 variedades de plantas, segundo dados da WWF. No entanto, alguns animais estão em risco de extinção. São eles: cervo-do-pantanal, tuiuiú e capivara.

As atividades econômicas desenvolvidas no Pantanal que mais se destacam são a pecuária e a pesca. Nas últimas décadas o cultivo de culturas monocultoras comerciais tem sido inserido na região, o que provoca impactos negativos no ambiente devido ao uso de agrotóxicos. Outro problema enfrentado está ligado à fauna, já que no Pantanal acontecem caça de jacaré e pesca proibida.

A beleza da região vem atraindo cada vez mais turistas, brasileiros e estrangeiros, gerando mais renda e empregos. Contudo, essa expansão econômica pode ameaçar a riqueza biológica do Pantanal. Com as erosões provocadas pela agricultura e pela ocupação urbana desordenada, o quadro está se revertendo e poluição está atingindo as nascentes dos rios e contaminando o solo.

Deixe uma resposta