Curiosidades

O que é papelão?

Materiais de papelão são tão comuns no nosso cotidiano que nem sempre paramos para pensar sobre sua composição, história e novas e interessantes formas de se usar.

Publicidade

A primeira patente do papelão foi feita em 1856, porém só em 1895 que a sua produção e uso na forma de caixas começou a ser regular nos Estados Unidos. A partir de 1914, quando uma comissão interestadual regularizou suas taxas e seus métodos de produção, a indústria de papelão ondulado não parou de crescer.

O papelão ondulado que conhecemos hoje é composto de três elementos: capa externa, miolo e capa interna, todos feitos à partir de uma série de misturas de papéis. O miolo também é chamado de corrugado. Essas três camadas de papel são muito importante para termos a estrutura sólida do material.

Publicidade

No Brasil, a prática da reciclagem do papelão já existe há muitas décadas e, com isso, é reaproveitado cerca de 1,6 milhões de toneladas deste papel. Em contrapartida, o papelão também faz parte dos resíduos ambientais que ajudam a poluir o meio ambiente, justamente pelo seu fácil descarte e falta de reaproveitamento.

Quando se fala em reaproveitamento é praticamente impossível não lembrar da importância do papelão na vida das camadas mais pobres da sociedade em todo o mundo. Ali, o papelão ajuda muito e pode se transformar em quase tudo: mesa, caixa para guardar coisas, para acender um fogareiro e até mesmo para se construir um abrigo.

Pegando essa onda de necessidade e sustentabilidade o arquiteto japonês Shigeru Ban montou uma estilosa casa de papelão. Shigeru desenha pavilhões, casa e tendas emergenciais utilizando esse material e sempre procura defender que a reciclagem é uma solução pós-tecnológica e pós industrial.

A geração atual, mais descolada e consciente de que precisamos encontrar forma de reciclar e aproveitar os materiais para um desenvolvimento sustentável, aproveita para inventar formas criativas de se utilizar o papelão. Hoje está muito na moda ter um moleskine – caderno com capa dura com grafismos diferentes para anotações gerais. Já é possível ver uma série de moleskines personalizados, feitos com capa de papelão e decorado com desenhos e colagens em cima do mesmo, dando um aspecto exclusivo ao caderninho.

Publicidade

Deixe uma resposta