Curiosidades

O que é pílula do dia seguinte?

Conheça mais sobre este método contraceptivo e saiba como funciona.

A pílula do dia seguinte é uma forma de se prevenir a gravidez, quando já ocorreu a relação sexual. Diferente dos outros métodos contraceptivos, este não deve ser usado regularmente, mas apenas em situações extremas, quando por exemplo, o preservativo falhar. Apesar do nome, a pílula do dia seguinte pode ser utilizada em até 5 dias após a relação sexual, mas quanto mais cedo ingerida, maior sua eficácia. Se ingerida em até 2 dias, sua eficácia é de 98%. Entretanto, a pílula não previne as relações que venham a ocorrer após sua ingestão.

Publicidade

Como funciona

A sua utilização em geral ocorre de forma única, onde apenas um comprimido é ingerido para que se fique protegida. O princípio básico desta pílula é fazer com que atrase a ovulação feminina ou, caso ela já tenha ocorrida, fazer com que um óvulo fertilizado não se implante no útero. Ela funciona porque a gravidez não ocorre imediatamente após a relação sexual. O esperma pode levar até 6 dias para fecundar o óvulo. É importante lembrar que esse tipo de pílula não é abortiva, pois é um método que evita a gravidez antes dela começar de fato.

Efeitos colaterais

Os efeitos colaterais são raros, mas quando ocorrem pode provocar sangramento vaginal, menstruação desregulada, dores de cabeça, sensibilidade na mama, tonturas e dores abdominais.

Publicidade

Quando utilizar

– Teve uma relação sexual desprotegida;
– Esqueceu de tomar a pílula anticoncepcional;
– O preservativo se rompeu.

Onde encontrar

As pílulas do dia seguinte são vendidas normalmente em qualquer farmácia, não necessitando de receita médica. Também podem ser encontradas em hospitais, centros de saúde ou com agentes de saúde comunitária.

Como utilizar

É importante tomar a pílula tão logo ter ocorrido a relação sexual desprotegida, para que tenha uma maior eficácia. Você pode tomar nos dias seguintes, mas a chance de ocorrer uma gravidez é maior.

A quantidade de comprimidos varia de marca para marca. Alguns orientam a tomar 1, outros a tomar 2 comprimidos, sendo 1 a cada 12 horas. Verifique as instruções na embalagem do medicamento ou siga orientações médicas.

Se você não menstruar em até 3 semanas depois de tomar a pílula do dia seguinte ou ainda, se apresentar qualquer sintoma de gravidez, agende uma consulta com seu médico para fazer o teste.

Observações finais

– Só utilize em situações extremas, não faça dele um método de rotina;
– Ela não protege de doenças sexualmente transmissíveis (DST);
– Não deve ser vista como um incentivo à prática sexual de risco.

 

Publicidade

Deixe uma resposta