Curiosidades

O que é Sismógrafo?


O sismógrafo é um instrumento de grande sensibilidade que é capaz de registrar a hora, a amplitude e a duração de tremores de terra ou de sismos.

Primeiro detecta as vibrações, depois as amplia e, finalmente, as registra em um gráfico chamado sismograma.

Os movimentos do solo são provocados devido a explosões ou movimentos originários no interior da terra.
O sismógrafo é tão preciso que não só registra as vibrações como também indica a sua localização e também sua intensidade. Um sismologista pode localizar e registrar fenômenos em qualquer parte do mundo.

Os sismógrafos também são muito utilizados para medir a profundidade das camadas glaciais nas regiões polares, para descobrir metais e jazidas de petróleo. Os cientistas fazem explodir cargas num lugar determinado e, por meio do sismógrafo, determinam a contextura da região, em torno desse ponto, abaixo da superfície. Isso é possível, visto que as ondas sonoras são registradas quando aparecem refletidas desde diferentes níveis rochosos, sob a superfície. Tanto as medições da intensidade das ondas do som, como o tempo que empregam para chegar à superfície, são de vital importância.

Para registrar a grande variedade de vibrações terrestres, existem diversos tipos de sismógrafos. Os dois tipos mais importantes são os sismógrafos de pêndulo e o sismógrafo de corda.

O de pêndulo eletromagnético é o que mais se emprega nas estações sismográficas. Liga-se uma bobina aplicada ao pêndulo a um grande galvanômetro. E quando se produz uma determinada vibração, a bobina se movimenta dentro do campo magnético.. Isto induz uma força eletromotriz que ativa o galvanômetro, que desvia um raio de luz, cuja posição é registrada num papel fotográfico. Os sismógrafos se dispõem em grupos de três para registrar as vibrações em três direções perpendiculares entre si, a norte-sul, leste-oeste e também a região vertical.

Deixe uma resposta