Curiosidades

O que é taquigrafia?

A taquigrafia é um tipo de escrita que é feita de forma abreviada. É utilizado sinais como retas e círculos, mas também existem alguns com letras comuns. Desta forma é possível escrever de forma rápida enquanto alguém vai falando. Pode ser usado em discursos, palestras, aulas, cursos e por todos que querem escrever com rapidez. Quem aprende esta técnica desenvolve também outras habilidades como concentração, atenção, coordenação e a memória.

Publicidade

Alguns historiadores dizem que a taquigrafia já existia na antiguidade e Moisés a usou para escrever o Pentateuco que são os cinco primeiros livros da Bíblia. Outros historiadores dizem que a taquigrafia foi usada por Pitágoras para registar os discursos de Sócrates.

Com a taquigrafia foi possível conhecer algumas obras mais antigas como a de Sócrates, Sêneca, Aristóteles, Horácio, Hermógenes, Juvenal, Cícero.

Publicidade

Porém a versão mais usada é que a taquigrafia surgiu através de Marco Túlio Tirão mais ou menos a 4 a.C. Ele era um escravo e secretário de Cícero e inventou as abreviaturas tironianas.

Em 1558 na Inglaterra o médico inglês Timothy Bright inventou o sistema de taquigrafia Characterie. Depois surgiu também no Reino Unido, Alemanha e França.
No Brasil surgiu em 1822 por Isidoro da Costa Oliveira e teve a colaboração do Ministro do Reino, Sr. José Bonofácio de Andrade e Silva.

Depois este método foi utilizada pelo Legislativo e Judiciário brasileiro e o mais usado é o modelo desenvolvido por Francisco de Paula Martí Mora , mas também usam o método de Oscar Leite Alves.

Oscar Leite Alves estudou medicina e na faculdade costumava taquigrafar as aulas e depois vendia para os colegas, fazia isto para conseguir pagar os custos com os estudos. Em 1929 elaborou um novo método de taquigrafia que usava sinais para representar fonemas básicos e outros símbolo para representar as vogais.

Como profissão os taquígrafos trabalham nos tribunais, eles anotam os depoimentos nos julgamentos. Para aprender as técnicas não é muito fácil porém o profissional pode ganhar até 3 mil reais por mês. Para começar a aprender é necessário conhecer a tabela dos símbolos dos fonemas e dopois memorizá-los. Um exemplo são o”ce” e “ze”, como tem o mesmo som utilizam o mesmo o símbolo. Então é importante prestar mais a atenção no som do que nas palavras para ser um bom taquígrafo.

Publicidade

01 Comentário

  • À blogueira: Parabéns pelo seu blog. Que bom. Gosto muito do assunto de taquigrafia e infelizmente poucas pessoas sabem o que é taquigrafia e até mesmo que ela existe e entre essas poucas pessoas que sabem ao menos que ela existe, só uma ou outra sabem um método qualquer de taquigrafia, ou seja, sabem usar na prática a taquigrafia.

    Aos internautas: Há mais de uma dezena de métodos de taquigrafia já criados para a língua portuguesa há várias décadas, porém, desses todos, apenas uns 4 ou 5 são os mais usados:
    Leite Alves
    Maron
    Taylor
    Martí
    Pitman
    Duployé
    etc
    Na web há alguns cursos d taquigrafia grátis do método Maron e do método Leite Alves (Oscar Leite).
    Apesar da abundância de livros nos tempos atuais creio q a taquigrafia ainda é mt útil p/ anotações em sala d aula e tb até p/ anotações d coisas q ñ tenham nd a ver c/ anotações de aulas.
    Há raros livros sendo editados atualmente sobre esse assunto como o método Martí da professora Lizete Castro e o método Leite Alves da professora Messias e o método “Novíssimo Método de Taquigrafia” do Rogério Mascarenhas, e alguns outros poucos pelo Brasil afora. A maioria dos demais métodos só existem em livros já esgotados e só vendidos em livrarias sebo como por exemplo no site da Estante Virtual, você digitando “taquigrafia” ou então “estenografia” (q são a mesma coisa) no campo da busca mostrará mais de uma centena de livros usados bem antigos e amarelados. Para conseguir lê-los e fazer anotações (sublinhar, etc) só mesmo xerocando o livro inteiro e guardando o original pois as folhas se quebram com facilidade. Xerocar pode ser crime mas acho que neste caso deveriam abrir exceção pois não há objetivo de lucro ou perda de renda pelos autores dos livros (que já são até falecidos e os livros nao mais editados) e sim o objetivo é de preservação do livro original.
    Mas é isso aí. Em países de 1º mundo a taquigrafia está firme e forte, apesar dos gravadores digitais em celular ou mp3, notebooks, viavoice, gravadores reconhecedores de voz, etc. Já pensou você gravar uma aula inteira de faculdade com cerca de duas a três horas de gravação e chegar em casa e ter que ouvir tudo de novo (talvez de meia-noite a três da madrugada?” Com a taquigrafia você consegue anotar em alta velocidade tudo que o professor (ou palestrante, etc) falar e ao querer rever a matéria ou fazer uma revisão para prova é só ir passando com o olhos nos assuntos e ir pulando rapidamente o parágrafos de assuntos que já sabe um pouco melhor ou são fáceis e ir para o próximo parágrafo e assim acabar de fazer a revisão da aula inteira em poucos minutos. Se for gravação em áudio como é que você vai poder acelerar ou pular palavras ou parágrafos inteiros de fala sem saber o que pulou. Estudar por leitura de textos é muito mais veloz do que estudar por audição de gravações de aulas pois a velocidade de leitura nossa é muito mais rápida do que normalmente a nossa fala normal (no caso a fala do professor que você gravou) fora ainda os instantes em que ele pára de fala porque está escrevendo algo no quadro o gravador continua a gravar em vão e você terá que perder tempo em ouvir o silencio gravado por não saber ou lembrar até onde irá o silencio da fala dele naquela gravação.
    Enfim, acho que a taquigrafia pode ser muito útil sim, especialmente mais ainda para estudantes apesar das aulas dos professores em geral não serem tão boas ou indispensáveis quanto às explicações nos livros didáticos, mas vai que ele ensine ou fale algo que não está escrito em livro nenhum e cobre isso na prova só para ferrar com os alunos, o que não é muito raro de acontecer! Então é bom sim os alunos anotarem o máximo possível do que é dito na sala de aula sem perder a atenção no que é falado, e isso só é viável através do uso da taquigrafia, que tem a velocidade cinco vezes mais rápida que a escrita comum, é mais rápida até mesmo do que a velocidade de digitação num teclado de notebook ou celular ou qualquer outro aparelho com teclado, seja físico, seja virtual.
    No youtube há vário vídeos de taquigrafia. Para ver vídeos em taquigrafia norte-americana ou inglesa é só digitar “SHORTHAND” no campo de busca em vez de TAQUIGRAFIA, Se quiserem ver em alemão é só digitar “Kurzschrift”. Se quiserem ver em outra língua é só digitar “taquigrafia” num tradutor qualquer da internet e pedir para traduzir para língua que voce quer saber e então copiar a tradução e colar no youtube.
    Os sites principais sobre taquigrafia no Brasil são o Taquibrás, o Taquigrafiaemfoco, o “taquigrafos.com.br”; o Jorio taquigrafia, o Taquigrafialeitealves, o taquigrafia Martí da Lizete Castro, entre outros.
    Espero que gostem também da taquigrafia pois acredito que será muito útil para quem é estudante e para nossas gerações vindouras.
    Um abraço a todos.
    D.a.

Deixe uma resposta