O que é testosterona

Por: Adriano Barreto

Descubra o que é e qual a função deste hormônio.

A testosterona é o principal hormônio masculino. Apesar de aparecer em ambos os sexos, nos homens ela é encontrada em grandes quantidades. Este hormônio fará com que os homens tenham um normal desenvolvimento dos órgãos sexuais e para que sejam mantidas neles outras características sexuais.

O que é testosterona

Nas mulheres, os ovários também produzem este hormônio, porém, em pequenas quantidades, aumentando o desejo sexual feminino e na manutenção da saúde dos ossos e músculos.

A testosterona é um hormônio natural, mas por ser uma esteroide anabólico, é utilizado ilegalmente por muitos atletas no intuito de aumentar sua massa.

Onde é produzida

A testosterona é produzida nos testículos, ou mais especificamente, nas gônadas, que são as glândulas reprodutoras que também produzem o esperma. A quantidade de testosterona produzida pelos testículos são regulados pelo hipotálamo e pela glândula pituitária.

Efeitos da testosterona

  • Crescimento e maturação da próstata e outros órgãos sexuais masculinos;
  • Desenvolvimento de pelos faciais e corporais;
  • Aumento de massa e força muscular;
  • Distribuição da gordura pelo corpo;
  • Maior libido e função sexual;
  • Aumento da resistência óssea.

Níveis normais de testosterona

Em indivíduos saudáveis, os níveis de testosterona devem ficar entre 300 ng/dL e 1000 ng/dL. Estes níveis podem ser verificados através de um exame de sangue e estando dentro destes padrões, eles são considerados normais.

Para ficar dentro destes níveis, o cérebro e os testículos trabalham juntos. Quando os níveis de testosterona estão abaixo do normal, o cérebro sinaliza aos testículos para produzir mais destes hormônios.

Quando a produção natural de testosterona não é suficiente, o médico pode achar necessário prescrever hormônios terapêuticos.

Puberdade

É na puberdade dos garotos que ocorre o aumento de produção da testosterona, ocorrendo o amadurecimento do corpo, crescimento dos pelos corporais, crescimento físico, além da voz, que se modifica, tornando-a mais grave. A produção de testosterona ocorrerá durante toda a vida do homem, diminuindo a quantidade na velhice.

Níveis anormais de testosterona

Assim como ocorre com outros hormônios, a testosterona em excesso pode ser prejudicial e ocasionar: acne, pele oleosa, surgimento de alguns tipos de câncer, dificuldade para dormir e outras complicações. Por outro lado, uma deficiência nestes hormônios pode ter um impacto sobre a libido, problemas de fertilidade, aumento da massa de gordura e até mesmo problemas de fundo emocional, como a depressão.

O corpo humano tem a capacidade de regular estes níveis hormonais naturalmente, sem a necessidade de intervenção médica. Mas quando necessário, poderá ser feita a reposição hormonal a critério médico.

Deixe uma resposta