Ecologia e Meio Ambiente

O que são Gimnospermas?

Gimnospermas são plantas que possuem suas sementes sem proteção de um fruto, isto é, suas sementes são nuas, contidas em escamas que se reúnem em cones ou pinhas. As folhas são duras, bastante estreitas e em forma de agulhas.

Publicidade

Existem muitas espécies de gimnospermas, porém as mais importantes são as sequóias, os abetos, os pinheiros, sendo estes últimos representados no Brasil pelo pinheiro do Paraná, etc.

Os seres vivos mais antigos são as sequóias, que são consideradas árvores gigantes, com mais de 100 m de altura, pesando cerca de 5 milhões de kg. A sequóia pertence ao grupo das gimnospermas coníferas. As coníferas fornecem boa madeira branca, que é utilizada na construção de casas, móveis, caixotes, etc. Cultivam-se, para exploração comercial, em terras arenosas ou rochosas ou, então, em terras pantanosas, onde não se poderia obter outro tipo de exploração ou cultivo. São usadas na produção de papel, terebintina, vernizes, etc. Também são cultivadas com fins ornamentais.

Publicidade

Outro grupo bastante comum de gimnospermas é o das cicas. Atualmente, elas crescem apenas nos trópicos, e suas sementes podem ser escarlates, amarelas ou também alaranjadas brilhantes. As cicas atingem uma altura de mais de 15 m e vivem cerca de 100 anos.

No Brasil, a gimnosperma mais importante, certamente é o pinheiro do Paraná, que ocorre de forma espontânea no Paraná, em Santa Catarina e também no Rio Grande do Sul. Pode ocorrer também no estado de São Paulo, onde as formações mais importantes de pinheiros do Paraná se encontram nos limites deste Estado com os Estados do Rio de Janeiro e também de Minas Gerais. Esses locais possuem maiores altitudes e por isso possuem também temperaturas mais baixas, que são mais adequadas a estas plantas que medram melhor em climas frios. O pinheiro do Paraná produz o pinhão, que nada mais é do que uma semente que não se encontra no interior do fruto mas reúne-se em grande número em uma pinha.

Publicidade

Deixe uma resposta