Ciência e Matemática

O que são superbactérias?

Micro-organismos resistentes, as superbactérias podem causar epidemias hospitalares.

Bactérias são seres unicelulares microscópicos, que se reproduzem assexuadamente, isto é, sofrem um processo de divisão celular que gera dois novos seres. Neste processo, é comum acontecerem alterações do código genético, caso em que são geradas duas bactérias diferentes. A mutação pode gerar um indivíduo mais adaptado ao meio ou ser “um beco evolutivo sem saída”: o mutante não conseguirá sobreviver. No caso das superbactérias, a mutação resulta de um estímulo do meio.

Publicidade

As superbactérias patogênicas desenvolvem-se em organismos que receberam altas doses de antimicrobianos. É o caso do uso excessivo e indiscriminado de antibióticos, incluídos os casos de automedicação. Os tratamentos com diversos medicamentos não surtem efeito e as infecções, que se generalizam (a chamada sepse ou septicemia) podem levar à morte do paciente.

Apesar de ser possível o contágio fora dos hospitais, a maioria dos casos relatados ocorre com pacientes internados, que já estão com o sistema imunológico comprometido. A indústria farmacêutica investe continuamente em pesquisas de novos antibióticos, mas, como as mutações são aleatórias, a ocorrência de surtos e até de epidemias hospitalares é sempre possível.

Publicidade

Nos EUA, entre 2003 e 2007, 700 soldados que combateram no Iraque foram infectados pela bactéria Acinetobacter baumannii. Eram militares que deram baixa em função de ferimentos sofridos nos combates. No Brasil, em 2006, foi registrado o primeiro caso de pneumonia causada pela Klebsiella pneumoniae carbapenemase. Desde então, surgiram surtos da doença em hospitais do Espírito Santo, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Brasília, o mais grave: em 2010, em poucos dias, quase 200 pessoas desenvolveram a doença e 18 morreram.

O gene mutante responsável por esta forma de pneumonia é o NDM1, que também alterou o padrão genético da Escherichia coli, que provoca infecção urinária. Estudos indicam que a mutação ocorreu no Paquistão e de lá se espalhou para várias partes do mundo. Inglaterra, Portugal e Austrália são alguns exemplos.

O Hospital das Clínicas de São Paulo estudou em laboratório o efeito do ozônio sobre estas bactérias e concluiu que o gás pode destruí-las, rompendo a membrana celular. Quartos de hospitais vêm sendo vaporizados para verificar a eficácia do tratamento.

Os antibióticos são aliados recentes da medicina. Em 1928, o médico inglês Ian Fleming descobriu a penicilina, substância com a capacidade de matar ou impedir o desenvolvimento das bactérias, mas apenas na década de 1940 foi possível a produção em escala comercial.

Uma forma simples de higiene pode prevenir outras infecções. Profissionais de saúde, assim como visitantes de hospitais, devem lavar bem as mãos antes e depois de entrar em contato com os pacientes e finalizar com o uso de álcool em gel.

Publicidade

Deixe uma resposta